Emergências

Por vezes ocorrem emergências ortodônticas que são sempre desagradáveis para o paciente ou pais, mas que normalmente são de fácil resolução. Só raramente se torna necessário contactar o seu ortodontista.

Com os seguintes elementos é possível resolver a maior parte das situações: cera ortodôntica, fio dental, uma pinça, corta unhas (corta arame), sal, escovilhão interdentário, palito, analgésico.

Situações que ocorrem e a sua resolução são por exemplo:

 

  • Comida presa entre os dentes e aparelho, retira-se facilmente com um escovilhão interdentário, palito e/ou fio dental;
  • Perda duma ligadura metálica ou elástica, aguardar pelo próximo controle ou se estiver distante avisar o ortodontista;
  • Ligadura solta ou com ponta dobrada para fora provocando irritação, apertar ou dobrar para dentro utilizando uma pinça ou borracha dum lápis (item a da figura).
  • Desconforto, surge depois de colocado ou ajustado o aparelho, geralmente ligeiro, sobretudo ao mastigar, e apenas durante os primeiros dias. Ao fim da primeira semana, o desconforto desaparece na quase totalidade dos casos.
  • Aconselha-se alimentos moles e bochechos com água salgada morna.
  • Irritação de lábios ou bochechas, utilizar uma pequena bola de cera do tamanho duma ervilha, e colocar sobre a zona causadora (bracket por exemplo). A cera se for deglutida é inofensiva (item b da figura).
  • Arco protusivo, deve ser dobrado contra o dente com a pinça ou cortado com o corta unhas (ou corta arame) se for comprido e não for possível passar no consultório dentário. Aplicar cera se necessário (item c da figura).
  • Bracket descolado, notificar o ortodontista.
  • Peça de aparelho deglutido ou aspirado, se deglutido devemos deixar passar naturalmente pelo tracto intestinal, se aspirado e há tosse excessiva ou dificuldade em respirar manter-se calmo e contactar os serviços médicos de emergência e o seu ortodontista.